O que vc vê na imagem abaixo??




Para complementar esta postagem segue um trecho da música do "Vida Reluz" - Acreditar no amor:

"Quantas vezes você insiste em falar:
“Minha vida bem podia ser melhor!”.
Convivência com os outros nem pensar!
Se afastava pra não se decepcionar
Só não imaginou que tudo que se encontra
Nem sempre é um caminho a mais
Pra realmente ser feliz
Quero lhe contar que a chave do segredo
Que o leva em frente é o amor
Acreditar no amor. "


Segue tambem o video:



Pense Nisso!!!





Objetos litúrgicos
 
As vezes, muitos católicos vão à missa e vêem todo o ritual liturgico e desconhecem os nomes dos objetos usados pelos padres. Abaixo segue os nomes de alguns deles e a sua função.

Cálice: é uma taça de metal ou outro material nobre, onde se coloca o vinho que vai ser consagrado na Eucaristia ou Missa.

Patena: pequeno pratinho de metal em que o sacerdote coloca as hóstias para consagrar.

Hóstia: assim se chama o pão que é oferecido no altar e se transforma em corpo de Cristo, partido em comunhão na missa. A hóstia maior fica na patena e é partida pelo sacerdote antes da comunhão, enquanto o povo canta cordeiro de Deus. Na adoração do Santíssimo fica no ostensório.

Sanguinho: pequena toalha branca, mais comprida do que larga, que seca o sangue de Cristo durante a celebração. É usado para limpar o cálice, a patena e a âmbula depois da comunhão.

Corporal: pano branco, quadrado, com aproximadamente 50 cm de lado, que no momento da apresentação das ofertas é colocado no centro do altar, sobre a toalha. Chama-se corporal porque sobre ele será colocado o corpo de cristo nas espécies do pão e vinho.

Pala: pequeno cartão quadrado, coberto de tecido branco, que serve para proteger o cálice durante a celebração da eucaristia.

Manustérgio: é uma pequena toalhinha, sempre de tecido absorvente, com que o sacerdote, na missa, e também o ministro, na celebração, enxugam as mãos, depois de lavá-las após a preparação e oferecimento das ofertas do pão e do vinho feitas pelo povo.

Altar: mesa onde se celebra a Eucaristia. É símbolo de Cristo e deve estar sempre coberto com uma toalha branca e limpa. Sobre ele podem estar acesas velas e colocada uma cruz, se no lugar não existe um crucifixo. As flores devem ser colocadas ao lado do altar, e não sobre ele.

Fonte: Blogpaulinos





Bom pessoal depois de um tempo sem atualizar o blog, estou de volta.

E para recomeçar:


Já pessou em visitar o Vaticano, a Capela Sistina ou a Basílica de São Pedro sem sair de casa?
Pois é, nos links abaixo é possível fazer um passeio virtual por estes três pontos turísticos.
São belas imagens com opção de zoom. 


A Capela Sistina pode ser visitada em:

http://www.vatican.va/various/cappelle/sistina_vr/index.html

A Basílica de São Pedro pode ser visitada em:

http://www.vatican.va/various/basiliche/san_pietro/vr_tour/index-en.html

A Basílica de São Paulo Fora dos Muros pode ser visitada em:

http://www.vatican.va/various/basiliche/san_paolo/vr_tour/index-it.html

E de bônus, a Basílica de São João de Latrão pode ser visitada em:

http://www.vatican.va/various/basiliche/san_giovanni/vr_tour/Media/VR/Lateran_Nave1/index.html




Mensagem Subliminar no Firefox?

Bom, andando por ai na net descobri algo digamos que intrigante.
Um comando no navegador firefox exibe um easter egg's (ovo da pascoa) que chama atenção.
Não sou de acreditar em muitas coisas sem seus devidos fatos comprobatórios, porém alguns easter egg's, me dão a impressão que algo não está certo. Desde o antigo windows 98 e outros produtos da microsoft que vemos alguns ester egg's que retratam coisas sombrias.

Pois bem, confesso que esse aqui do firefox me deu arrepios.
Tirem suas próprias conclusões. 

Não sei se alguém tem conhecimento disso, mas nos navegadores Mozilla Firefox, Netscape e Seamonkey descobri que se você digitar na barra de endereços "about:mozilla" a tela fica vermelha e com um pequeno texto como se fosse uma passagem da Bíblia. Mas na verdade é uma passagem do "Livro de Mozilla (??)". Quando digitei aqui no meu firefox apareceu o seguinte texto:

Mamon adormeceu. E o renascimento da criatura disseminou-se pela terra e seus seguidores tornaram-se exércitos. E eles apregoaram a mensagem e sacrificaram lavouras com fogo, com a astúcia das raposas. E eles criaram um novo mundo à sua imagem e semelhança conforme prometido pelo texto sagrado e contaram da criatura para suas crianças.
Mamon despertou e, veja só, nada mais era do que um discípulo. de O Livro de Mozilla, 11:9 (10ª edição)

Em outras edições do mozila também aparece essa mensagem:

Por fim, a criatura sucumbiu e os infiéis regozijaram-se. Porém nem tudo fora destruído, pois das cinzas ergueu-se um imponente pássaro. O pássaro mirou os infiéis e lançou sobre eles o fogo e o trovão. A criatura renascera com forças renovadas e os discípulos de Mamon encolheram-se horrorizados. de O Livro de Mozilla, 7:15

Pelo que pesquisei, o Livro de Mozilla seria apenas um easter egg dos navegadores... Mas é uma brincadeira no mínimo estranha, não é?
Estariam os navegadores escondendo alguma profecia? Teriam eles algum pacto? Será que existe realmente o Livro de Mozilla? Testem aí e vejam o que aparece.
Vi isso há bastante tempo, parece ser uma sátira ao domínio da MicroSoft e a suposta "virada" do Firefox.

"E o renascimento da criatura disseminou-se pela terra e seus seguidores tornaram-se exércitos. E eles apregoaram a mensagem e sacrificaram lavouras com fogo, com a astúcia das raposas."

Firefox = raposa de fogo. Bastante fogo e raposa aí, né?

"Porém nem tudo fora destruído, pois das cinzas ergueu-se um imponente pássaro. O pássaro mirou os infiéis e lançou sobre eles o fogo e o trovão" . Thunderbird? (outro produto da Mozilla)

E o Mamon aí eu li que talvez seja a Microsoft em si.
Não sei se era a intenção deles mesmo, só li em algum lugar que não lembro onde foi.
Sei lá galera, isso pode ser uma brincadeira ou pode haver alguma coisa mística aí mesmo.



Fonte: Sobrenatural 

Mais fontes em:





Os traços de Deus em nossa vida!
Aprendemos que o ser humano é a imagem e semelhança de Deus. Mas geralmente quando converso sobre isso me vem a pergunta: Deus é homem ou mulher? Se parece mais com o homem ou com a mulher? Para responder essa pergunta, precisamos ir ao Catecismo da Igreja Católica. No parágrafo 370 ele ensina que:

Deus não é de modo algum à imagem do homem. Não é nem homem nem mulher. Deus é puro espírito, não havendo nele lugar para a diferença dos sexos. Mas as “perfeições” do homem e da mulher refletem algo da infinita perfeição de Deus: as de uma mãe e as de um pai e esposo. (CIC§370)

A semelhança de Deus conosco, não é algo meramente física. É uma aparência muito mais íntima. É fato que a sociedade em geral, ao longo do tempo, tem desenhado Deus como um ser do sexo masculino. Vemos nas fotos e imagens, Deus sendo um Senhor de barba branca, mas isso não reflete a real aparência de Deus, pois como o catecismo ensina, Deus é Espírito.


A nossa semelhança com Deus é muito maior, e muito mais íntima. Dentro de nós existem traços do Deus que nos criou. Veja um Pai de família. Ao ser Pai, e educar uma criança, o homem se assemelha ao Deus que é Pai. Ao Deus que nos educa, nos ensina, nos projeta para a frente. Essa semelhança é muito maior que o físico. Veja um sacerdote. Quando ele vive a real dimensão do seu sacerdócio, ele se assemelha a Deus. Veja uma mãe. Quando está para dar a luz, se assemelha ao Deus que dá a vida. E depois, ao Deus que percebe nossas necessidades, que ama, que abraça…

Deus traz em si a perfeição. Nós trazemos na nossa natureza traços desse ser único e perfeitíssimo. E se não vivemos, por um motivo ou outro, esses traços, é por que o pecado acabou desfigurando a nossa essência. Precisamos mesmo, resgatar aquilo que Deus pensou de nós e viver isso com intensidade.

Via: Dominus Vobiscum






Maravilhoso video de Rosas de Saron e André Valadão ao vivo em BH.

Independente de religião, a arte e louvar a Deus sempre toca nossos corações através da musica. André Valadão e Rosas de Saron deram um ótimo exemplo de união e louvor a Deus.

Confiram...









Onde você joga suas pedras?


Quantas vezes reclamamos da vida que possuímos, muitas vezes dizendo a seu eu tivesse aquilo seria feliz!, porém não nos damos conta de que o que temos já é muito precioso.
Hoje trago uma mensagem para refletirmos sobre isso, vamos valorizar o que temos porque podem ser valiosos diamantes.

Boa reflexão!!


Certa vez, um homem caminhava pela praia numa noite de lua cheia.
Pensava desta forma:
Se tivesse um carro novo, seria feliz...
Se tivesse uma casa grande, seria feliz...
Se tivesse um excelente trabalho, seria feliz...
Foi quando tropeçou numa sacolinha cheia de pedras.
Ele começou a jogar as pedrinhas, uma a uma, no mar, cada vez que dizia:
Seria feliz se tivesse...
Assim o fez ficando somente com uma pedrinha na sacola, que decidiu guardá-la.
Ao chegar em casa percebeu que aquela pedrinha tratava-se de um diamante muito valioso!
Você imaginou quantos diamantes ele jogou no mar enquanto não parava de pensar?
Assim são as pessoas: jogam fora seus preciosos tesouros por estarem esperando o que acreditam ser perfeito ou sonhando e desejando o que não têm, sem valorizar o que tem perto delas.
Se olhassem ao redor, parando para observar, perceberiam o quão afortunadas são!
Muito perto de si está sua felicidade.
Cada pedrinha deve ser observada. Pode ser uma diamante valioso...
Cada um de nossos dias pode ser considerado um diamante precioso, valioso e insubstituível.
Depende de nós aproveitá-los ou lançá-los ao mar do esquecimento para nunca mais recuperá-los.
E você: como anda jogando suas pedrinhas?
A morte não é a maior perda da vida.
A maior perda da vida é o que morre dentro de nós enquanto vivemos!


Queridos amigos!! Vamos valorizar cada momento de nossa vida, saibamos olhar bem para as nossas pedrinhas e veremos que são verdadeiros diamantes preciosos.





Comunidade Recado.

 "A Comunidade Católica Missionária Recado nasceu a partir de um grupo musical (Grupo Recado) fundado em 10 de maio de 1984. Na época o grupo era formado por oito jovens que tinham entre 15 a 19 anos. Este grupo tinha o objetivo de evangelizar através da música, especialmente a juventude."

Tive a oportunidade de conhecer o Luis de Carvalho em um a visita a Canção Nova. Comprei um livro que falava de formação de musicos, que foi autografado pelo próprio Luis. Depois disso passei a acompanhar a Cominidade Recado através de suas musicas profundas, de letras e melodias que nos levam a ter experiências  maravilhosas  junto a Deus.

Para quem quiser conhecer melhor esta maravilhosa comunidade, segue os links:
Site: http://www.recado.org.br
Twitter: http://twitter.com/comrecado

Os dois videos abaixo são das duas músicas que mais gosto: Coração Sagrado e Sangue Redentor.

Coração Sagrado:




Sangue Redentor:








Como me tornar menos frágil?


É provável que seu modo de pensar precise passar por uma reforma!
Forte é quem sabe parar para medir forças e não segue de qualquer jeito com a falsa ideia de que tudo está sempre sob controle. Coragem tem quem sabe pedir ajuda, repartir novas metas e pedir orientação a quem sabe e pode – junto – enxergar mais longe.
Forte é quem sabe dizer 'não sei', 'espere um pouco', 'assim que eu puder', 'mais tarde respondo', e não anda por aí com ares de quem sabe tudo, à mercê de um modo de viver que quer tudo rápido demais.
Coragem tem quem sabe sentar sob a sombra de uma árvore só para dizer obrigado a quem criou esta história toda e consegue, dessa forma, fugir desta força medonha que diz que é vagabundo quem para a fim de respirar.
Forte é quem sabe pedir socorro sem se deixar levar pela obrigação de dizer que está tudo bem e que deu tudo certo!
Saber parar é a arte de quem domina a si mesmo! É por isso que a Bíblia diz que mais vale um homem que domina a si mesmo do que aquele que conquista uma cidade!

Melhorou o ponto de vista?








As duas faces da moeda.


Aumenta o numero de católicos nos EUA

A Conferência Episcopal dos EUA informou que, este ano, cerca de 150 mil as pessoas entrarão para a Igreja católica, entre convertidos, que receberão os sacramentos da iniciação cristã, e cristãos que entrarão em plena comunhão com a Igreja Católica.
A maioria entrou para a Igreja Católica por ocasião da Vigília Pascal, no dia 11 de abril, em numerosas paróquias rurais e urbanas de todo o país. As várias comunidades estão se preparando para as festividades pascais, repletas de simbolismos, que marcarão a entrada dos “neófitos” nas novas realidades eclesiais de fé.
Os números mostram o aumento e a vitalidade da Igreja Católica, onde, tradicionalmente, é uma minoria. Segundo o “Official Catholic Directory”, em 2007 foram quase 50 mil os batizados de adultos, enquanto 87.363 cristãos adultos completaram seu itinerário de iniciação cristã e entraram em plena comunhão com a Igreja Católica.

Fonte: Rádio Vaticano.


----------------------------------------------------------------------------------

Mídia laicista alemã começa a incentivar calúnias contra o Santo Padre Bento XVI.

Segundo o Site alemão Kreuz.net a revista alemã “Der Spiegel” está oferecendo 1 milhão de Euros para quem caluniar o Santo Padre de abusos sexuais. O objetivo é levantar uma onda de difamações contra o Sucessor de Pedro.
A revista Schmiermagazine está oferecendo os mesmos valores a ex-seminaristas que foram alunos do Santo Padre nas décadas de 60 e 70 que caluniarem o Romano Pontífice por abusos.
O intuito destas revistas é a calúnia e a difamação, eles querem que alguém acuse o Papa para levantar rumores e suspeitas, não lhes interessa a verdade, apenas atacar a moral do Pontífice.

Fonte: Blog Shalom








As religiões pelo mundo.




































O mapa de cima mostra a distribuição geográfica das religiões.

  • Cristianismo : 2100 milhões  ( inclui Católicos, Protestantes e Ortodoxos)
  • Islã: 1500 milhões
  • Ateus/agnósticos/sem religião: 1100 milhões
  • Hinduísmo: 900 milhões
  • Religiões populares chinesas: 394 milhões
  • Budismo: 376 milhões
  • Religiões tradicionais africanas: 100 milhões
  • Sikhismo: 23 milhões
  • Judaísmo: 14 milhões
  • Espiritismo: 15 milhões
  • Fé Baha’i: 7 milhões
  • Jainismo: 4,2 milhões

O Ateísmo não é uma religião no sentido formal. No entanto, não tem como deixar de fora uma quantidade tão expressiva de pessoas.

Fonte: Blog Shalon - Carmadélio



Manipulados
Do jeito que o diabo a Globo gosta.

Outro post meio grande mas muito bem elaborado. Vale a leitura.

      Dias atrás eu conversava com minha esposa sobre a programação da Rede Globo, do padrão de qualidade, da audiência, do investimento gigantesco em publicidade e das inúmeras repetidoras espalhadas no Brasil e no mundo. Acontece que a Globo, com todo esse poder de penetração na sociedade e dentro de nossas casas, vem introduzindo, silenciosamente, uma cultura de libertinagem, traição, adultério e rompimento com a célula familiar de forma sutil.
      Com o advento do BBB10 a Globo conseguiu o que ela vinha tentando há muito tempo, o beijo gay ao vivo. Em duas cenas do BBB 10 aconteceram dois beijos Gay e quando um deles foi “líder” a produção do programa teve o cuidado de colocar sobre uma estante a foto do beijo, com isso a Globo faz com que seus fiéis telespectadores vejam o beijo gay como algo comum e engraçado, ou seja, aceitável.
Agora, nas novelas globais o beijo gay vai acontecer, induzindo esse comportamento aos jovens e adolescentes, induzindo legisladores a criarem leis que abonem tal comportamento.
      No mesmo BBB 10 uma das participantes declarou-se lésbica e com essa declaração todas as demais mulheres do programa se aproximaram dela sendo protagonizado o selinho lésbico no programa e todos os demais a apoiaram sob o manto sagrado do não preconceito.
      Na novela Viver a Vida o tema principal mostrado de forma engraçada e aceitável é a da traição e do adultério. A Globo leva ao telespectador ao absurdo de torcer para que um irmão traia o outro ficando com sua namorada. A traição nessa novela é a mola mestra da máquina, todos os personagens se traem, e isso é mostrado de forma comum, simples, corriqueiro.
      Mas talvez, a investida mais evidente e absurda esta na novela das 6h, Cama de Gato. A Globo superou todos os limites nessa novela ao colocar como tema uma música do grupo Titãs. Na música, nenhuma linha de sua letra se consegue tirar algo de poético, de aconselhável pra vida ou de apoio. A letra da música faz menção discarada do Inimigo de nossas almas que deseja entrar em nossa casa (coração) e destruir tudo, tirarem tudo do lugar (destruir a célula familiar e nossa fé).
      A música chega ao absurdo de dizer que devemos voltar à mesma prisão, a mesma vida de morte que vivíamos.
      Amados amigos, fica o alerta, às vezes nem nos damos conta do real propósito de uma novela, de um programa, de uma música, e como Jesus esta às portas, as coisas do mal estão cada vez mais evidentes e claras. Até os incrédulos estão percebendo que algo esta errado. Aproveito para trazer ao conhecimento a letra dessa música, cuidadosamente escolhida pela Globo para servir de tema da dita novela; música de abertura da novela.

"Vamos deixar que entrem Que invadam o seu lar
Pedir que quebrem Que acabem com seu bem-estar
Vamos pedir que quebrem O que eu construi pra mim
Que joguem lixo Que destruam o meu jardim

Eu quero o mesmo inferno A mesma cela de prisão – a falta de futuro
Eu quero a mesma humilhação – a falta de futuro

Vamos deixar que entrem Que invadam o meu quintal
Que sujem a casa E rasguem as roupas no varal
Vamos pedir que quebrem Sua sala de jantar
Que quebrem os móveis E queimem tudo o que restar

Eu quero o mesmo inferno A mesma cela de prisão – a falta de futuro
Eu quero a mesma humilhação – a falta de futuro
Eu quero o mesmo inferno A mesma cela de prisão – a falta de futuro O mesmo desespero

Vamos deixar que entrem Como uma interrogação
Até os inocentes Aqui já não tem perdão
Vamos pedir que quebrem Destruir qualquer certeza
Até o que é mesmo belo Aqui já não tem beleza

Vamos deixar que entrem E fiquem com o que você tem
Até o que é de todos Já não é de ninguém
Pedir que quebrem Mendigar pelas esquinas
Até o que é novo Já esta em ruinas

Vamos deixar que entrem Nada é como você pensa
Pedir que sentem Aos que entraram sem licença
Pedir que quebrem Que derrubem o meu muro
Atrás de tantas cercas Quem é que pode estar seguro?

Eu quero o mesmo inferno A mesma cela de prisão – a falta de futuro
Eu quero a mesma humilhação – a falta de futuro
Eu quero o mesmo inferno A mesma cela de prisão – a falta de futuro O mesmo desespero "


      Imaginem tudo isso entrando em sua casa… Quando você liga sua televisão, você abre uma janela para entrar em sua casa coisas boas ou ruins – isso é uma questão de escolha. Imaginem nossas crianças cantando isso? Trazendo isso pra dentro do coração e da alma delas? Imaginem você cantando isso? Tente imaginar de onde o compositor dessa “pérola” tirou inspiração para compôr tamanha afronta? Ai pergunto, pode porventura vir alguma coisa boa da Rede Globo?
      Pensem nisso, anunciem isso, façam conhecer, livre malguns dessa humilhação, dessa opressão, dessa falta de futuro, dessa cela de prisão.
      Se você ama a sua família comente isso com os seus filhos e não deixe os seus amigos de fora. Esta situação não pode continuar.

Fonte: Texto de Sergio Moura em Católicos do Brasil



Anos 90

O post é meio grande mas vale a pena ler.


• Não existia Orkut
• Garotos de 13 anos usavam roupas remendadas pela mãe
• Mc Donalds custava R$ 4,50
• Biscoito Fofy existia
• Meninas de 11 anos brincavam de boneca
• Meninos de 13 anos assistiam Cavaleiros do Zodiaco e Dragon Ball Z
• Existia Chiquititas e não Rebeldes
• Plutão ainda era um Planeta
• Festas de 15 anos não eram eventos/shows
• Iamos em "Sons" e não em "Rocks"
• As músicas tinham coreografias
• Tênis de luzinha era essencial
• Kinder Ovo era 1 real
• Pessoas REALMENTE se conheciam e não por Orkut
• Maquiagem era coisa de gente grande
• Fotos não eram tiradas para serem colocadas no orkut e sim para recordarem um momento
• Pra saber da vida de alguem só lendo os questionarios que faziamos
• Crianças tinham Tamagotchi e não Celular
• Se mandava cartinhas pra dizer que amava e nao scraps no Orkut
• Merthiolate ardia
• Comprava varios biscoitos da Elma Chips só pra pegar o Tazo
• Dava prazer de ficar em casa aos domingos só pra ver TV

      Uma infinidade de coisas. Tudo era melhor na minha opinião.
      Claro que: O pessoal da década de 80 dizia que a TV era a melhor sem a violência, preto e branco… 70 diz que brincar na rua foi a melhor fase, não tinha TV e essas procarias… 60 já vem falando que a hora de brincar era a melhor pq não tinha muito tempo então aproveitavam muito. 50 trabalhava e não brincava, então valorizava tudo que tinha. 40, 30, 20, 10, 0, -10 e sempre vão dizer que a sua foi a melhor… Mas me baseio em fatos para fazer a afirmação que estamos em tempos decadentes.
      Os tempos mudaram muito. Para pior, na minha opinião. Hoje em dia eu ando na rua e é difícil ver crianças brincando. Apesar de que na minha rua mesmo, sempre tem a mesma turma jogando bola, mas não são crianças. Nada mais de pega-pega, esconde-esconde, tacobol, pique bandeira, etc… Raramente agora eu vejo isso. Tem criança demais na frente do computador no orkut ou vendo sacanagem. Crianças demais ao celular falando besteira com falsos amigos. Eu também nunca mais vi uma briga. Quando eu era moleque ficava ralado, machucado, sujo, suado, era ótimo. Sentia-me realmente vivo. Hoje, temos crianças de 12 a 14 anos com depressão. DEPRESSÃO, meu Deus! Guriazinha muito danada da vida por que perdeu o namorado, quer se matar. Quando eu era moleque, queria ficar mais velho para ser maior e mais alto para vencer meu irmão. Hoje, uma guria quer ser adulta para poder transar. Aliais, nem precisam crescer para fazer isso.
      Quando era moleque, havia um acervo excelente de programas de televisão. Dragon Ball, Dragon Ball Z, Cavaleiros do Zodíaco, Yuyu-Hakusho, Shurato, Street Fighter, Digimon 1,2,3 e 4, Doug, Pernalonga e Patolino, Pica-Pau, Chaves, Laboratório de Dexter, Meninas Super Poderosas, Johny Bravo, Eu sou o máximo, Simpsons, Futurama, Flinstones, Jetsons, Zé-Colmeia, Walligator, Mickey, Pateta, Donald, Homem-Aranha, X-Men, Quarteto Fantástico, Superman – Animeted Series, Batman – Animated Series, entre outros desenhos e séries lendárias. Dos anos 90 até o início do novo milenio, tinhamos coisas boas para assistir. Dragon Ball e os outros animes era super violentos e nós adoravamos. Nem por isso viramos bandidos. Era séries que tinham violência, mas transmitiam valores e virtudes que muitos pais atualmente são inertes para ensinar. Hoje temos porcarias como Billy e Mandy, Ben 10, Chowder, Flapjack, High School Musical, Crepusculo, Harry Potter, Jonas Brothers, Big Brother, Idolos, entre outras fezes.
      Antigamente, meninos eram meninos, jovens eram jovens, adultos eram adultos. Enquanto eu tremia jogando Castlevania no Super Nintendo, a nova geração joga Resident Evil rindo. Aliais, enquanto eu tremia vendo Brinquedo Assassino, o moleque assisti Jogos Mortais rindo. A inocência se foi. Enquanto meu Super-Nintendo e meu Nintendo 64 estão em pleno funcionamente até hoje ou seja mais de 20 de Super-Nintendo e 15 anos de Nintendo 64, meu sobrinho já detonou uns 25 DVDs de PS2, sendo que tenho um conhecido já detonou seu X-Box 360 em 6 meses de uso. Falando nisso, tenho centenas de DVDs que não prestam mais. Todos arranhados. Que eu me lembro, ainda tenho uns VHS que funcionam.
      Como eu sempre digo, toda evolução sem propósito é um retrocesso. Ou será que esses empresários acham que como a sociedade tem mais dinheiro do que antes, então eles devem produzir produtos de baixa qualidade para que os consumidores tenham que sempre comprar novamente?
Chegará um momento em que um guri de 6 anos terá que formatar seu video-game, sua bicicleta, seu sapato e sua mochila. Um dia desses vi uma notícia de uma menina de 6 anos que engravidou. Bem…
      Já chega. A mensagem já foi dada. Pelo menos eu, pelo menos eu juro que meu filho terá pelo uma infância parecida com a minha.

E pra finalizar assista o video abaixo:



Extraido e adaptado de: Big Nada



 

1 Milhão de Bíblias

      A Conferência Nacional de Bispos do Brasil (CNBB), em conjunto com a Comissão para a Missão Continental no Brasil, lançou, no sábado, 06, em Teresina (PI), a campanha nacional chamada: Projeto 1 milhão de Bíblias, cujo tema é "Ide, pois, fazer discípulos entre todas as nações, e batizai-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo" (Mt 28,19) e o lema "Discípulo e servidores da Palavra de Deus".
      Conforme a CNBB, o objetivo da campanha é levar a palavra de Deus a todos os brasileiros sem condições econômicas para comprar uma Bíblia e outros materiais educativos de evangelização. Contudo, antes da distribuição de Bíblias às paróquias do país, haverá uma primeira fase que consistirá na apresentação de um projeto de evangelização por parte das dioceses e arquidiocese à CNBB. Se o projeto for aprovado por uma comissão de análise, aí sim as Bíblias serão repassadas gratuitamente a todos.
      Um dos participantes do projeto, o assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária da CNBB e secretário executivo do Conselho Missionário Nacional (Comina), Padre Altevir Silva, destaca que a impressão das Bíblias foi fruto de doações. O religioso explica que não apenas a Bíblia sagrada será distribuída pela campanha. Conforme o Padre, será feito um kit contendo também uma bíblia infantil; um pequeno catecismo chamado "Eu Creio" e um livreto sobre a iniciação à leitura da Bíblia.

Fonte: CNBB 







Tirinhas #003


* Clique na imagem para ampliar...








O falcão, o morcego e o zangão.


      Se você colocar um falcão em um cercado com um metro quadrado e inteiramente aberto por cima, o pássaro, apesar de sua habilidade para o vôo, será um prisioneiro. A razão é que um falcão sempre começa seu vôo com uma pequena corrida em terra. Sem espaço para correr, nem mesmo tentará voar e permanecerá um prisioneiro pelo resto da vida nessa pequena cadeia sem teto.
      O morcego, criatura notavelmente ágil no ar, não pode sair de um lugar nivelado; se for colocado em um piso completamente plano, tudo que ele conseguirá fazer é andar de forma confusa, dolorosa, procurando alguma ligeira elevação de onde possa se lançar. Um zangão, se cair em um pote aberto, ficará lá até morrer ou ser removido. Ele não vê a saída no alto; por isso, persiste em tentar sair pelos lados, próximo ao fundo. Procurará uma maneira de sair onde não existe nenhuma, até que se destrua completamente, de tanto atirar-se contra o fundo do vidro.
      Há pessoas como o falcão, o morcego e o zangão: atiram-se obstinadamente contra os obstáculos, sem perceber que a saída está logo acima.
      Se você está como um zangão, um morcego ou um falcão, cercado de problemas por todos os lados, olhe para cima! Deus é a solução de todos os problemas. Creia em Jesus e no poder redentor da Cruz. O Senhor morreu para que você tenha vida abundante. Nunca duvide disso.
      Olhe para o alto, busque a Deus. Dobre seus joelhos e derrame seu coração aos pés da cruz. Deus nunca deixa de responder àqueles que vão até Ele.








Ano Internacional da Juventude

      A ONU determinou este ano o Ano Internacional da Juventude. Não é interessante? Sem uma maior atenção à vida dos jovens e valorização dos próprios jovens consigo mesmo não há sociedade – nem Igreja! – que cresça.
      O tema deste Ano Internacional é ‘Diálogo e entendimento mútuo’ e o objetivo é estimular a unidade das gerações em vista da defesa de grandes ideais como: paz, direitos humanos, liberdade, solidariedade. Segundo a ONU, há uma grande intenção de motivar os jovens para o progresso mundial no combate da pobreza extrema, da fome, da mortalidade materna e infantil, da falta de acesso à educação e à saúde.
“Vários eventos internacionais devem acontecer em agosto, incluindo o 5º Congresso Mundial da Juventude em Istambul, uma conferência global no México e os Jogos Olímpicos da Juventude em Cingapura.” (http://www.onu-brasil.org.br/)
      Vamos divulgar esta boa notícia e aproveitar da ocasião para incrementar nossa opção pela juventude, provocar mais diálogo no meio dos jovens, melhorar as relações afetivas com eles, promover o Setor Juventude, apoiar a Campanha Nacional contra a violência e o extermínio de jovens, etc. Eles necessitam perceber que os amamos de fato e que a Igreja – como mãe – está pronta para um melhor entendimento mútuo em vista dos valores humanos, fortalecimento das comunidades, melhoria da sociedade.
      Potencializemos o trabalho junto aos jovens, estabeleçamos laços de amizade e sejamos criativos na evangelização junto a eles. Pode ter a certeza de que o ganho será para todos! Usemos dos meios de comunicação e das diversas oportunidades para a divulgação desta oportuna decisão da ONU.











Tirinhas #002










Parábola da ovelha perdida


Animação da parábola da ovelha perdida. O video é bem legal, pena que o audio está em espanhol, mas dá para entender.


Tirinhas #001






Japão e os blogs vocacionais.

Japão: “blog vocacionais” para incentivar ao sacerdócio e à vida religiosa.
A luz de uma vocação pode nascer através da web. É o que afirma uma nova iniciativa da Pastoral Vocacional, recentemente criada pela Igreja católica japonesa. Um grupo de pessoas vai seguir o setor das vocações ao sacerdócio e à vida consagrada em todo o Japão, buscando soluções aos problemas mais evidentes, apontando perspectivas e apontando orientações práticas para dar um impulso às vocações no País. O grupo é presidido pelo arcebispo de Osaka, dom Jun Ikenaga, e pelo bispo de Nagoya, dom Jun’ichi Nomura. Fazem parte deste grupo, sacerdotes, teólogos, especialistas, religiosas e leigos. A comissão iniciou seu trabalho analisando a situação, apontando as causas mais profundas da falta de vocações no Japão, que se deve fundamentalmente à cultura individualista e materialista que não deixa espaço à dimensão transcendente do homem. Entre os novos meios para ampliar o campo do apostolado e da promoção vocacional, se prevê o lançamento de “blog vocacionais” na Internet, e também a busca de espaços na mídia tradicional: espera-se que um novo impulso possa entusiasmar e despertar as vocações no Japão.









A Dureza das Palavras.

Sabemos e conhecemos a força das palavras, que convencem quando ditas por quem tem verdadeira e autêntica autoridade. Elas podem ter dupla interpretação e causar na comunidade e nas pessoas consequências positivas ou negativas. Mas devem ser bem entendidas, especialmente por aqueles que são os seus reais destinatários.
Na dimensão cristã e bíblica, as palavras do Mestre Jesus eram muito exigentes. Elas não passavam de uma convocação para o seguimento, com exigências muito fortes, causando em muitos um total desânimo e até desistência. Um dos apóstolos, Pedro, permanece firme, vendo nas palavras de Jesus Cristo "palavras de vida eterna".
A opção por Jesus Cristo exige adesão completa, radical e absoluta. Na atualidade, isto é cada vez mais difícil. Muitas pessoas preferem ficar no campo das curas e dos milagres, mas não de um exigente compromisso com a comunidade. Para quê enfrentar dificuldade e sofrimento? É a mentalidade da vida fácil e descartável. Portanto, não é fácil seguir Jesus Cristo.
O seguimento supõe enfrentar uma nova identidade social e cultural, que não é a do mundo moderno, aquela que busca uma vida afortunada e atitude de prosperidade superficial, econômica e cômoda. A proposta de Jesus Cristo é exigente, que engloba o compromisso de amor e de doação da própria vida.
Com medo das exigências, muitos vão embora. Jesus disse aos apóstolos: "Vocês também querem ir?". Qual é a nossa decisão hoje diante das propostas do Evangelho? Temos que fazer uma opção entre o projeto de Deus e as propostas que o mundo nos oferece, que nem sempre estão de acordo com os valores éticos e nem promovem a cultura da paz. Estamos na cultura do fácil e do maravilhoso, sem sacrifício e sem renúncias verdadeiras.
A sociedade tem propostas muito atraentes e que encantam todas as pessoas. Muitas vezes somos iludidos por isto e perdemos o rumo da história, perdendo até a nossa própria identidade como pessoas cristãs e humanas. Seguimos a força das palavras do mando e nos desviamos da Palavra de Deus.
 
Pensem nisso e fiquem com Deus.
Maycoll
 






O BORDADO


Bom depois da reunião do JUEC de sábado sobre sofrimento, onde as vezes não entendemos o acontece em nossas vidas, deixamos está mensagem para vocês refletirem.


Quando eu era pequeno, minha mãe costurava muito. Eu me sentava no chão, brincando perto dela, e sempre lhe perguntava o que estava fazendo.
Respondia que estava bordando. Todo dia eram a mesma pergunta e a mesma resposta. Observava seu trabalho de uma posição abaixo de onde ela se encontrava sentada e repetia:

"Mãe, o que a senhora está fazendo"?

Dizia-lhe que, de onde eu olhava, o que ela fazia me parecia muito estranho e confuso. Era um amontoado de nós, e fios de cores diferentes, compridos, curtos, uns grossos e outros finos. Eu não entendia nada.
Ela sorria, olhava para baixo e gentilmente me explicava:

"Filho, saia um pouco para brincar e quando terminar meu trabalho eu chamo você e o coloco sentado em meu colo. Deixarei que veja o trabalho da minha
posição".

Mas eu continuava a me perguntar lá de baixo:
"Por que ela usava alguns fios de cores escuras e outros claro? Por que me pareciam tão desordenados e embaraçados? Por que estavam cheios de pontas e nós? Por que não tinham ainda uma forma definida? Por que demorava tanto para fazer aquilo"?
Um dia, quando eu estava brincando no quintal, ela me chamou:
"Filho, venha aqui e sente em meu colo".
Eu sentei no colo dela e me surpreendi ao ver o bordado. Não podia crer! Lá de baixo parecia tão confuso! E de cima vi uma paisagem maravilhosa!
Então minha mãe me disse:
"Filho, de baixo, parecia confuso e desordenado porque você não via que na parte de cima havia um belo desenho. Mas, agora, olhando o bordado da minha posição, você sabe o que eu estava fazendo".
Muitas vezes, ao longo dos anos, tenho olhado para o céu e dito:
"Pai, o que estás fazendo"?
Ele parece responder: "Estou bordando a sua vida, filho".
E eu continuo perguntando:
"Mas está tudo tão confuso... Pai, tudo em desordem. Há muitos nós, fatos ruins que não terminam e coisas boas que passam rápido. Os fios são tão escuros. Por que não são mais brilhantes"?

O Pai parece me dizer:
"Meu filho, ocupe-se com seu trabalho, descontraia-se, confie em Mim...e Eu farei o meu trabalho. Um dia, colocarei você em meu colo e então vai ver o plano da sua vida da minha posição".
Muitas vezes não entendemos o que está acontecendo em nossas vidas. As coisas são confusas, não se encaixam e parece que nada dá certo. É que estamos vendo o avesso da vida!
Do outro lado, Deus está bordando.

Pensem nisso.
E fiquem com Deus
Maycoll







O nadador salvo pela sombra...


Um excelente nadador tinha o costume de correr até a água e de molhar somente o dedão do pé antes de qualquer mergulho. Alguém intrigado com aquele comportamento lhe perguntou qual a razão daquele hábito. O nadador sorriu e respondeu: Há alguns anos eu era um professor de natação. Eu os ensinava a nadar e a saltar do trampolim. Certa noite, eu não conseguia dormir, e fui até a piscina para nadar um pouco. Não acendi a luz, pois a lua brilhava através do teto de vidro do clube. Quando eu estava no trampolim, vi minha sombra na parede da frente. Com os braços abertos, minha imagem formava uma magnifica cruz.

Em vez de saltar, fiquei ali parado, contemplando minha imagem. Nesse momento pensei na cruz de Jesus Cristo e em seu significado. Eu não era um cristão, mas quando criança, aprendi que Jesus tinha morrido na cruz para nos salvar pelo seu precioso sangue. Naquele momento as palavras daquele ensinamento me vieram a mente e me fizeram recordar do que eu havia aprendido sobre a morte de Jesus. Não sei quanto tempo fiquei ali parado com os braços estendidos.

Finalmente desci do trampolim e fui até a escada para mergulhar na água... Desci a escada e meus pés tocaram o piso duro e liso do fundo da piscina. Haviam esvaziado a piscina e eu não tinha percebido. Tremi todo, e senti um calafrio na espinha. Se eu tivesse saltado seria meu último salto. Naquela noite a imagem da cruz na parede salvou a minha vida. Fiquei tão agradecido a Deus, que ajoelhei na beira da piscina, confessei os meus pecados e me entreguei a Ele, consciente de que foi exatamente em uma cruz que Jesus morreu para me salvar. Naquela noite fui salvo duas vezes e, para nunca mais me esquecer, sempre que vou até piscina molho o dedão do pé antes de saltar na água...

Deus tem um plano na vida de cada um de nós e não adianta querermos apressar ou retardar as coisas, pois tudo acontecerá no seu devido tempo e esse tempo é o tempo Dele e não o nosso...

Pense nisso e repasse, alguém pode estar precisando ler isso hoje!!!!





Importante é o Foco...


Um paciente vai num consultório e diz pro psiquiatra:

- Toda vez que estou na cama, acho que tem alguém embaixo. Aí eu vou embaixo da cama e acho que tem alguém em cima. Pra baixo, pra cima, pra baixo, pra cima. Estou ficando maluco!

- Deixe-me tratar de você durante dois anos. - diz o psiquiatra. - Venha três vezes por semana, e eu curo este problema.

- E quanto o senhor cobra? - pergunta o paciente.

- R$ 120,00 por sessão - responde o psiquiatra.

- Bem, eu vou pensar - conclui o sujeito.

Passados seis meses, eles se encontram na rua.

- Por que você não me procurou mais? - pergunta o psiquiatra.

- A 120 paus a consulta, três vezes por semana, durante dois anos = R$ 37.440,00, ia ficar caro demais, aí um sujeito num bar me curou por 10 reais.

- Ah é? Como? - pergunta o psiquiatra.

O sujeito responde:

- Por R$ 10,00 ele cortou os pés da cama...

Muitas vezes o problema é sério, mas a solução pode ser muito simples...

HÁ GRANDE DIFERENÇA ENTRE: Foco no problema e foco na solução...

Foque uma solução ao invés de ficar pensando no problema.

PENSEM NISSO...

Maycoll





Geração Jovem.

Os pesquisadores do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) afirmam que o Brasil terá o maior pico de população jovem entre 15 e 29 anos, em 2010, podendo chegar a 51 milhões nesta faixa etária. Em 2000, o país tinha 47 milhões de pessoas com essas idades e essa característica é apontada como resultado da dinâmica demográfica nas décadas de 1970 e 1980, conhecida como “onda jovem”. Os dados foram analisados no livro Juventude e Políticas Sociais no Brasil, divulgado nesta terça-feira (19) pelo Ipea.


A caracterização de um país jovem pelos pesquisadores ocorreu pela proporção de pessoas com menos de 15 anos na sociedade. Em 1920, era de 44,3% da população e as pessoas na faixa etária de 15 a 29 anos representava 28,2% da população. A partir de 1970, por conta da queda da fecundidade, a proporção começou a diminuir. Em 2000, as crianças e jovens representavam cerca de 58% da população.


O aumento da mortalidade entre os jovens ocorre por violência ou por acidentes e suicídios. Em 2006, 77% das mortes entre homens de 15 a 29 anos tiveram essas causas. A baixa fecundidade e a mortalidade de jovens são apontadas pelos pesquisadores como as principais razões para a estabilização do crescimento de jovens no país.

Jovens são as maiores vítimas da violência no país


O livro mostra que os jovens aparecem nas estatísticas do país como as maiores vítimas de violência, principalmente de homicídios. Os dados sobre os agressores também indicam que os jovens também aparecem como autores de mortes e lesões corporais. Estudos apontam que deve haver ressalvas na criminalização precoce dos jovens e que políticas de repressão focadas para essa faixa etária, sem cuidados, tende a favorecer a conduta errada da juventude.

No Brasil, a faixa etária de 15 a 29 anos é considerada de alto risco, quando deveria ser uma das mais saudáveis do ciclo vital. No que se trata do abuso de drogas, o grupo com idade de 18 a 24 anos é o que registra as maiores porcentagens de dependentes de álcool, com 19,2% contra 12,3% do total de todas as idades. A partir dos 12 anos. Os jovens dependentes do sexo masculino prevalecem com 27,4% contra 12,1% do sexo feminino. O conjunto de homens de todas as faixas etárias é de 27,4% contra 19,5% das mulheres.

Reportagem completa no G1





Ano da graça de Deus.

No final de 2009 tivemos um show na Paróquia São Pedro - Guarapari - ES, com Eros Biondini onde ele proclamava que 2010 seria o ano da graça do Senhor. Assim o grupo JUEC iniciou o ano com este pensamento.

Na nossa primeira reunião foram expostas 3 perguntas para reflexão do grupo:
1 - O que não podemos levar para 2010, por que não está de acordo com as nossas vidas?
2 - O que precisamos começar?
3 - O que precisamos continuar? Algo que foi bom e que precisamos dar continuidade.

Ano novo vida nova, este foi o principal ponto debatido. Ter como exemplo o ano de 2009 para consertar nossos erros em 2010, continuar projetos bons que devem ser levados em frente.
FOCO na vida em comunidade, e na vida participativa da igreja.

Isso pois para muitos o ano de 2009 foi um ano de realizações e conquistas pessoais que tomaram muito tempo e dedicação fazendo com que muitos jovens se afastassem da igreja. Então a proposta é que em 2010 possamos dedicar um tempo maior aos serviços de Deus para que ele possa nos fazer instrumentos de graça.

Diante da palavra LUCAS 4, 16-19:
16. Dirigiu-se a Nazaré, onde se havia criado. Entrou na sinagoga em dia de sábado, segundo o seu costume, e levantou-se para ler. 17. Foi-lhe dado o livro do profeta Isaías. Desenrolando o livro, escolheu a passagem onde está escrito. 18. O Espírito do Senhor está sobre mim, porque me ungiu; e enviou-me para anunciar a boa nova aos pobres, para sarar os contritos de coração, 19. para anunciar aos cativos a redenção, aos cegos a restauração da vista, para pôr em liberdade os cativos, para publicar o ano da graça do Senhor.

Temos a certeza que precisamos estarmos cheios do Espirito Santo para que possamos deixar Deus agir em nossas vidas e fazer deste ano "o ano da graça do senhor" e assim deixar "transparecer em nos os traços de Deus".

Amém.
E fiquem com Deus.
Maycoll


Bom pessoal hoje após alguns dias parado, está voltando o Grupo de Jovens JUEC.

O grupo tem suas reuniões na Matriz São Pedro em Muquiçaba, as 19:30, logo após a missa.
Sintam-se todos convidados a participar.






Todos os dias fazemos escolhas em nossas vidas. Algumas escolhas são simples; outras, mais complexas. Escolhemos a roupa, o sapato, a alimentação, o trajeto. Escolhemos a escola, o trabalho, as prioridades. Como não é possível resolver todos os problemas de uma única vez, vamos escolhendo aqueles que precisam ser solucionados antes. Escolhemos no supermercado, na loja, a forma de pagamento. Algumas escolhas simples ficam complicadas quando complicamos a vida. Fazer um almoço se torna um calvário para quem está angustiado. Ter de escolher o que fazer e que agrade às outras pessoas da família parece um trabalho insano.
Escolher a escola dos fihos. Escolher a mudança de emprego. Aos poucos as escolhas vão exigindo mais reflexão e o resultado da escolha vai ficando mais sério. Uma coisa é escolher a comida errada no cardápio e decidir que não vai pedir mais aquele prato. Outra coisa é perceber que casou com a pessoa errada. A escolha do casamento tem de ser mais demorada do que a do produto de uma prateleira em um supermercado.
Como somos imperfeitos, a dúvida sempre fará parte de nossas escolhas. E é diante da dúvida que amadurecemos. Pessoas que têm certezas absolutas erram mais e sofrem mais com isso.
A dúvida nos torna mais humildes, mais abertos ao diálogo. Nesses momentos é que percebemos nossa maturidade frente aos obstáculos. Os mais concretos ou os mais abstratos.
Neste início de ano, uma modesta sugestão:
Diante das dúvidas que surgirem, escolha o amor.
Diante de sentimentos mesquinhos, como a inveja, o ciúme, a vingança; escolha o amor. Antes de falar, pense. Mas pense com amor.
Antes de agredir, lembre-se de que o tempo da cicatriz é mais demorado do que o tempo do comedimento.
Antes de usar a palavra como instrumento de maldizer, lembre-se de que o silêncio é o grande amigo e de que, na dúvida, o outro deve receber a sua compaixão.
Diante do comodismo, da alienação, escolha o amor em ação. Assim fizeram os apóstolos, mesmo sabendo que seriam incompreendidos; assim fez Francisco de Assis quando ousou chamar a todos de irmãos; ou Dom Bosco com os jovens que só se aquietavam quando se sentiam amados. Assim fez Madre Tereza de Calcutá que fazia a escolha do amor diante de cada próximo que dela precisasse. Diante da boa dúvida, é bom pedir ajuda.
Para os irmãos e para Deus, a essência do Amor. Os desafios são muitos. É por isso que sozinho fica difícil. Como diz a canção: “Eu pensei que podia viver por mim mesmo. Eu pensei que as coisas do mundo não iriam me derrubar”.
E a oração continua e, com ela, nossa certeza: “Tudo é do Pai. Toda honra e toda glória. É Dele a vitória alcançada em minha vida”.
Que sejamos responsáveis em nossas escolhas simples ou mais complexas. Mais uma vez, com amor, tudo fica mais fácil e mais bonito!

Via: Canção Nova, créditos para @gabriel_chalita





De que mais precisamos deste mundo, senão de comunicação?

Senhor, Tu que és a verdadeira Comunicação, a Palavra eterna do pai, o sopro de Deus que gera vida, somente Tu podes nos indicar o caminho das relações humanas, cristãs, de que o mundo carece.
A pessoas procuram. Os povos anseiam. As nações buscam, enquanto erram nos acertos.
Temos fome e sede de comunicação.
Aquela que faz as pessoas se respeitarem, se solidarizarem. Aquela que constrói pontes. Diálogo.
Aquela comunicação que não nasce da pura tecnologia, mas que usando os meios de comunicação, constrói a justiça, o amor. Desperta a ética. Traz a felicidade.
O gosto, já tão perdido, de estarmos juntos, ao redor da mesma mesa do pão, da solidariedade, do reconhecimento, enfim, de que somos humanos e irmãos.
Temos motivo para ter esperança, porque tu vieste com uma lógica tão diferente daquela que nossas vidas seguem, mas que se esvaziam rapidamente, porque o brilho do mercado se esvai e a frustração fica. Temos motivo para a esperança, porque nasceu a comunicação!
Tu mesmo, Senhor, te tornaste comunicação, para nos dar o exemplo de superar o medo e abrir o coração para que, nele, tu faças o presépio onde nascer.
De novo!







Utilidade Pública

Urgência! É com esse sentimento que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a Cáritas Brasileira, organismo vinculado a CNBB, está lançando uma Campanha de ajuda às vítimas do terremoto que atingiu o país caribenho, na noite do dia 12, vitimando milhares de pessoas, dentre elas a fundadora da Pastoral da Criança, Drª Zilda Arns.


Diante das consequências desta tragédia, a CNBB, em conjunto com a Cáritas Brasileira, lança a Campanha SOS HAITI em socorro à população atingida pelo terremoto.

Com esta campanha, a Igreja pretende fazer um apelo a todas as comunidades, paróquias, dioceses e a sociedade em geral para que organizem coletas em favor do povo haitiano, sugerindo que o dia 24 de janeiro, domingo, seja dedicado a orações pelas vítimas, reflexões e coletas em dinheiro.

O resultado da campanha brasileira SOS HAITI se integra a campanha mundial promovida pela Caritas Internacionalis em resposta ao chamado do papa Bento XVI para a solidariedade da Igreja ao povo haitiano.

As doações em dinheiro podem ser depositadas nas contas bancárias abertas exclusivamente para a campanha e serão destinadas às ações de socorro imediato, reconstrução e recuperação das condições de vida do povo haitiano.

“Tanto mais urgente se apresenta agora o desafio da solidariedade, para um país que já vivia em condições de extrema precariedade. O apelo precisa ser respondido, sobretudo pelo Brasil, em vista de duas vinculações especiais que neste episódio ligam nosso país com o Haiti, primeiro é a presença do contingente do Exército brasileiro, segundo é o falecimento da doutora Zilda Arns”, foi o que expressou, em artigo enviado a CNBB, dom Demétrio Valentine, bispo de Jales (SP), a respeito da urgência em ajudar o povo haitiano.

As contas para depósito são: Banco Bradesco, Agência: 0606 Conta Corrente: 70.000-2; Caixa Econômica Federal OP: 003, Agência: 1041 Conta Corrente: 1132-1; ou Banco do Brasil, Agência: 3475-4 Conta Corrente: 23.969-0

Mais informações acesse o site da Cáritas Brasileira, www.caritas.org.br ou ligue (61) 3214-5400.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Search

Carregando...

DEIXE SEU RECADO

Seguidores

Bíblia

:::: Recomendo ::::

Blog Archive

Marcadores

Estatisticas: